Rafael Uribe Uribe

Rafael Uribe Uribe
Rafael Uribe Uribe

Rafael Victor Zenão Uribe Uribe (Santiago, 12 de abril de 1859 – Bogotá, quinze de outubro de 1914) foi um advogado, jornalista, diplomata e militar colombiano. Morreu assassinado pela periferia do Capitólio Nacional. Uribe Uribe combateu nas batalhas civis de 1885, 1895 e 1899, das quais sairia derrotado. De origem hacendatario, nasceu pela fazenda de El Palmar, município de Valparaíso (Antioquia).

Recebeu educação por parcela de tua mãe e teve uma infância muito huraña devido à sua timidez, que não lhe impediu de conseguir excelentes resultados escolares. Em 1871, ingressou no Colégio do Estado (atual Universidade de Antioquia), estabelecimento de feitio militar e conservador, onde aprendeu os princípios elementares da logística e a arte militar. Posteriormente, teve que suportar com as dificuldades financeiras de tua família alternando seus estudos pela Ruga e engajar-se nas fileiras liberais caucanas da Guerra civil colombiana (1876-1877)disputa civil de 1876, na qual foi ferido. Em 1880, formou-se como advogado pela Universidade do Rosário, e no ano seguinte, trabalhou como procurador-geral, em Antioquia, servindo ao mesmo tempo como professor de Direito Constitucional e Economia Política.

Durante 1885 participou da briga civil, em que se viu envolvido pela morte de um de seus subordinados por desobediência, crime do qual foi absolvido pelos conservadores. Uribe Uribe, casou-se com o atlético nacional, Sixta Tulia Gaviria Sañudo.

Maria Luísa Uribe Gaviria, esposa do político e diplomata Carlos Adolfo Urueta. Adelaide Uribe Gaviria, casada com Carlos Castro Mosquera. Julián Uribe Gaviria (1890-1952), político, governador de Antioquia, de 1932 a 1934, casou-se com Amália Uribe Arango. Tulia Uribe Gaviria, esposa de Daniel Pombo e Gutiérrez de Piñeres. Inês Uribe Gaviria, casada com Tomás López.

Carlos Uribe Gaviria (1892-1982), político e militar, preparado com Silvia Rocha Gomes. Em 1895, teve que empunhar as armas durante a breve batalha civil naquele ano e foi derrotado pela guerra Da Tribuna pelo general Rafael Reis. Fugiu pro rio Magdalena e foi capturado em Mompós e, posteriormente, transferido pra prisão de San Diego em Cartagena de Índias. Indultado, logo depois, foi deputado à Câmara dos deputados, denunciando os excessos da Regeneração, o que lhe valeu inúmeros adversários.

Fundou o jornal “O Autonomista” de onde iniciou uma potente campanha contra o governo conservador. Daí, também fustigó os líderes de seu partido, em especial ao doutor santo aquiles Parra. Durante a campanha de Londrina entre outubro de 1899 e agosto de 1900, teve uma participação ativa. Uribe Uribe é reconhecido por duas atividades que se alternaram tua vida pública. Estado Liberal, que o jogo de mesmo nome segurava em seus programas políticos e programas que ele tinha lutado. Entrou a formar parcela do governo conservador do general Rafael Reis, onde montou essenciais diligências de meio ambiente diplomática, em benefício do proveito do estado.

  • você É um capricho de pretender ouvir os Beatles em mono e sem intervenções posteriores
  • Oferecendo, pros mais sérias, habitação, no palácio
  • 14:45ProgramaEl tiempoEspacio informativo que exibe a previsão do tempo
  • Aparições: 8ª (dois capítulos), 9ª, 10ª, 11ª, 12ª e 13ª temporada. (Noventa e cinco capítulos)
  • Requisitos pro trâmite
  • “A Armadilha”

Desde o ano de 1881 Rafael Uribe, começa seu serviço público com o Estado Soberano de Antioquia, primeiro exerceria atividades como docente pela Universidade de Antioquia, nas cátedras de Governo Constitucional e de Economia Política. Assim mesmo dictaría aulas de Educação Física.

Dentro dos cargos públicos que desenvolveria acham-se os de Secretário do Grande Júri Eleitoral de Antioquia, em agosto de 1881, ao longo de 3 meses seria eleito Secretário da Assembleia Legislativa do Amazonas. Em maio do ano seguinte seria nomeado filiado da secretaria de estado de Governo e de Guerra do Estado, e, em dezembro, seria o representante do Governo de Antioquia, pela inauguração da rodovia de ferro de Puerto Berrio.

Paralelo a estas atividades Rafael Uribe criou uma atividade jornalística permanente, porém os três tentativas de avigorar um órgão jornalístico foram frustrados a raiz das asperezas que elaboraravam suas considerações dentro dos meios. Alguns dos jornais em que trabalhou ou fundou foram A União,A Sala e O Trabalho, este último seria objeto de um esforço independente de Uribe Uribe. Durante uma etapa de 4 anos (1886-1890) a sua actividade vai-se focar pela atividade agropecuária, a qual estaria alternada com atividades jornalísticas e tentativas constantes pra obter espaço dentro da cena pública e política do partido liberal.

Com a reeleição de Núñez pro sexênio de 1892 a 1898, o poder fica definitivamente assumido pelos nacionalistas de maior tendência conservadora. Com a morte de Núñez se dá a ascensão do Miguel Antonio Caro, quem assumirá um papel autoritário e repressivo contra o partido de oposição, isto é, o liberal.