A Partir De 2019 Exerce Como Presidente Da Câmara

A Partir De 2019 Exerce Como Presidente Da Câmara
A Partir De 2019 Exerce Como Presidente Da Câmara

Imanol Landa Jauregi (presidente prudente, Biscaia, 1 de novembro de 1966) é um político português de ideologia nacionalista basca. Foi prefeito de presidente prudente entre 2007 e 2019. Anteriormente havia sido vereador da Presidência durante o último mandato do anterior presidente da câmara, José Zarraoa, bem como do PNV. Tem cinquenta anos, é casado e tem três filhos. Profissional do Direito, sendo licenciado em correto na Universidade do País Basco, exerceu durante oito anos como tal até que em 1999 foi eleito vereador.

O único dificuldade é econômico, porém acessível quando se tem em conta o que gastam, que continuam gastando, as administrações públicas em propaganda. É identicamente falso que os resultados de outras eleições sejam obrigados a ser os mesmos, por causa de só tenham passado alguns meses. Terá passado insuficiente tempo cronológico.

Mas muito denso politicamente. E há novos fatos em cima da mesa. Até neste instante dizem respeito, basicamente, ao desprezo. O desdém ao Pp e do Psoe. O menosprezo ao Psoe do jogo Podemos. Se nos 2 meses que faltam pra não ocorrerem novidades, os cidadãos terão de acrescentar esses descasos principais entre tuas motivações. Mas, não há segurança, claro está, que o repercussão irá pra permitir a formação de uma maioria. Os cidadãos não serão convocados a votar a respeito da probabilidade de um pacto Pp/Psoe/C’s, de um pacto Psoe/Podemos, de um pacto Pp/C’s, ou de um pacto Psoe/C’s. Votarão, mais uma vez, as opções políticas concretas e nenhuma delas vai conceder garantias a respeito um pacto, em razão de o voto é um e o pacto envolve, como mínimo, a dois.

A suposição de que se repita o beco sem saída é a desculpa básica pra resistir a outras eleições. Portanto, seria intrigante que os partidos procurassem delas, dizendo o que eles irão fazer no caso de uma repetição do bloqueio. Agora bem: o que eu espero que se conservem, se repete no caso, é a análise de que o ‘público’ disse ou quis contar. Se eles vão insistir pela via hermenêutica mais do que perguntar diretamente aos cidadãos como sair do bloqueio. Eu entendo o que é duvidoso, que em uma democracia os cidadãos possam obrigar os partidos a um ou a outro pacto.

Mas quando se invoca a voz do povo por intermédio de técnicas espíritas há que proceder radicalmente. Antes que a güija democrática, melhor organizar uma consulta, um referendo, ou como precise llamársele, limitada aos participantes de abundantes partidos, incluindo o conjunto dos cidadãos. Tanta paixão na democracia direta em tantos dos partidos espanhóis e ignoram ser delineada uma vez que a ocasião merece. O jeito implicaria o reconhecimento de que o defeito do vácuo de governo não é um dificuldade dos partidos, mas da nação. E seria, portanto, contra a democracia jovem, uma sutil convite à responsabilidade.

  • 1 Saque do IHSS
  • ANCEE (Associação Nacional de Centros de Educação Especial)
  • 1972: Maria Rueff, actriz portuguesa
  • 4 a Saturação das linhas de distribuição e transmissão

Juntou (UDC), que não estava de acordo com a aliança de JxSí concorreu em solitário 27-A e ficou do lado de fora do Parlamento. A escalada de Ciutadans, por sua vez, tocou teto nessas eleições. A geração laranja passou em só dez anos de 3 deputados a ser o partido líder da oposição na Catalunha.

Também a CUP foi a vasto revelação 27-A ao atravessar de 3 a dez deputados e se tornar a chave para a governabilidade pela Catalunha, ao depender Artur Mas 2 votos de independência para ser investido. Precisamente por este último caso, tem protagonizado uma das imagens do ano, transmitida ao vivo na tv: um agente da Alfândega metendo o ex-ministro de Economia em um veículo, apoiando a tua mão pela nuca de Tempo.