Insur Aumentou Seu Negócio 2,6% Em 2019, Até Os 57,3 Milhões De Euros

Insur Aumentou Seu Negócio 2,6% Em 2019, Até Os 57,3 Milhões De Euros
Insur Aumentou Seu Negócio 2,6% Em 2019, Até Os 57,3 Milhões De Euros

Imobiliária do Sul (Insur) continua aproveitando a recuperação do mercado imobiliário, que se iniciou em 2014 em Madrid, Barcelona e zonas costeiras, e que se estende de imediato a outros territórios. No decorrer do passado exercício da corporação sevilhana realizou fortes investimentos, por um total de 36 milhões de euros, destinou-se a participações em sociedades participadas e a compra de novos solares.

Na atualidade, a organização tem projetos em carteira, que somam 1.727 casas. A imobiliária cotada aumentou o seu volume de negócios, 2,6%, em 2016, em conexão a 2015, até alcançar os 57,três milhões de euros, de acordo com os resultados consolidados enviados ontem à Comissão Nacional do Mercado de Valores mobiliários (CMVM).

Por outro lado, Insur destaca-se o notável desenvolvimento das despesas de pessoal em 21,3%, como resultância das outras incorporações, “para responder ao robusto avanço da actividade nas áreas de promoção e de construção”. Imobiliária do Sul abrirá esse ano, no edifício Insur de Sevilha, o seu primeiro centro de negócios, que contará com 2.000 metros quadrados para escritórios e salas de reunião. Com isto, inicia a actividade de gestão e exploração de business centers pra “diversificar serviços e oferecer um melhor exercício às suas instalações”.

Se, tendo como exemplo, a Europa Ocidental tornou massa esse padrão isso faria com que baixou muito o tráfico de mulheres do leste. O que faria ausência é uma coordenação e cooperação internacional e trabalhar as causas subjacentes ao defeito: a pornografia, a pobreza, a moralidade e a desigualdade de gênero.

nós Não queremos definir de golpe o problema, todavia cada país pode praticar teu papel em toda essa briga. Em Portugal pode legislar, sensibilizar, etc. Um dos aspectos que lhe objeta com a lei sueca é que tem tirado a prostituição de avenida e a determinou pra clandestinidade. Contudo isto não está baseado em nenhuma pesquisa. Pela Noruega sim que há evidências de que tal a prostituição pela avenida como em lugares fechados é nanico.

E a prostituição não podes se esconder de forma que os clientes não a encontrem. O caldo de cultura de tráfico de pessoas é viver em uma circunstância econômica péssimo Com a crise, isso pode talvez ser pior? Definitivamente. Mas também há que ter em conta que a circunstância de pobreza é “melhor” que todo o prejuízo psicológico que se precisa confrontar uma mulher perante trata. Algumas vezes, o tráfico de pessoas envolve muitos países, em razão de a pessoa poderá encaminhar-se de um povo pra outro Isto não obrigaria a uma legislação internacional? Uma coordenação internacional é necessária.

Um exemplo: na Coréia, a prostituição é ilegal e pela Austrália é legal. Estive conversando com políticos na Coreia do sul e estão preocupados porque várias mulheres coreanas vão para a Austrália. O governo sul-coreano acusado de trazer as mulheres para a Australia e assim sem demora estão discutindo o assunto.

Todavia bem como é verdade que cada país precisa fazer-se responsável o que faz. Nesse significado, se a Espanha vê que é um estado que atrai prostituição necessita raciocinar qual é a sua responsabilidade para frear isso. De todas as maneiras, a pesquisa mostra que, se a prostituição é ótimo isso atrai mulheres de outros países. E têm mais responsabilidade dos países de destino que os países de origem das pessoas traficadas por causa de, em geral, são países mais ricos.

  • 6 Marketing direto
  • Utensílios/materiais de valor pra fazer o seu trabalho
  • 3 Têxteis e moda
  • DICIONÁRIO Sabia que
  • Interessado nas técnicas de negociação
  • Projectos chave-pela-mão
  • 11 – Agência de publicidade por panfletos, folhetos ou brochuras

o Os escravos do século XXI são invisíveis pros governos? Sim, algumas vezes o são pela pressão do crime estruturado. Também o são na ocorrência de ilegalidade das próprias pessoas traficadas que não irão pras autoridades por terror. Porém aqui, em Portugal, não são invisíveis socialmente, por causa de, concretamente, se você abre cada jornal, 80% dos pequenos anúncios têm que observar com a prostituição.

Desta maneira, uma forma de achar pessoas traficadas é ligar pra estes números. Em Portugal não é uma população invisível, por causa de há 11.000 bordéis ou prostíbulos que qualquer pessoa podes entrar. Como aqui estamos fazendo fatal e de forma consciente?